Essa semana, teremos três datas essenciais para colocarmos em nossa agenda e promovermos a nossa mudança de comportamento em relação ao planeta e inspirarmos os outros:

No dia 21 de Março, é comemorado o Dia Internacional das Florestas. Esse dia foi criado em 1971 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Para quem está distante destes ambientes, pode ser difícil entender a amplitude da importância da preservação das florestas. Segundo a World Resources Institute Brasil (WRI), mais de um bilhão de pessoas dependem da floresta como meio de vida: emprego, alimentação, combustível ou necessidades materiais. Podendo gerar muita riqueza, fomentando uma economia florestal, apesar de tanto potencial, o Brasil tem grandes áreas degradadas, devido à falta de fiscalização efetiva com atividades ilegais.

E para nosso alívio, é possível regenerar as paisagens e as florestas, tornando-as produtivas e geradoras de serviços ambientais através da recuperação de suas funções ecológicas. Algumas ações são imprescindíveis: disseminar informações críveis, educar as pessoas, postura ativa na cobrança da criação de políticas públicas e monitoramento, articular e engajar as esferas envolvidas e interessadas diretamente.

O Brasil tem compromissos de restauração a serem cumpridos, em particular a meta da NDC brasileira no Acordo de Paris de restaurar 12 milhões de hectares até 2030 e o cumprimento do Código Florestal (lei federal 12.651 de 2012).

Em 22 de Março, celebramos o Dia Mundial da Água. Essa data visa conscientizar as pessoas sobre o desperdício de recursos hídricos e sobre a importância de poupá-los. Foi criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, no dia 22 de dezembro de 1992.

Segundo a Organização das Nações Unidas, atualmente, cerca de 2.2 bilhões de pessoas não têm acesso a água potável e 4.2 bilhões vivem sem saneamento adequado. É esperado que os efeitos das alterações climáticas aumentem estes números, se nada for feito.

Estima-se que, até 2050, entre 3.5 e 4.4 biliões de pessoas terão acesso limitado à água, dos quais mais de um milhão viverá em cidades.

O tema de 2021 é "Valorizar a água". Assim, pretende-se alertar para as consequências negativas do crescimento populacional, do aumento do seu uso na agricultura e na indústria e das alterações climáticas, na preservação da água.

Neste dia, divulga-se a campanha *H2Off - Hora de fechar a torneira* em que a mobilização das pessoas para manterem fechadas as torneiras das 22h às 23 horas, conscientizando de que cada um pode fazer a sua parte, na preservação deste recurso tão essencial para a humanidade.

O governo federal lançou ontem, 22 de março de 2021, o Programa Águas Brasileiras, voltado para a revitalização de bacias hidrográficas. Foram selecionados 26 projetos de revitalização de bacias hidrográficas, que contemplam mais de 250 municípios de dez estados.


A agricultura sintrópica não utiliza água para irrigar sua plantação, pois a Natureza se regenera sozinha. E falando do nosso segmento, a produção orgânica tem como uma de suas premissas de cultivo, a preservação da água dos mananciais e seu uso com responsabilidade. A solução de agricultura orgânica para as cidades é a mais viável, pois há terrenos em regiões periurbanas, em até 20 quilômetros da cidade que podem atendê-la e seus habitantes, de forma a reduzir o custo logístico, além da redução de emissão de carbono na atmosfera. 


No dia 27 de março de 2021, a Hora do Planeta chega a sua 15ª edição. Desde 2007, pessoas no mundo são convidadas a desligar todas as luzes de suas residências e estabelecimentos comerciais por uma hora. De acordo com a WWF, organizadora da ação, o movimento tem como objetivo “conscientizar indivíduos, empresas e poder público a respeito dos problemas das mudanças climáticas”.

A campanha da Hora do Planeta que nasceu em Sydney, na Austrália, está hoje presente em todo o planeta.

A WWF Brasil está organizando a mobilização e um Festival Digital para que as luzes sejam apagadas por uma hora, das 20 horas e 30 minutos do dia 27 de março, conscientizando a sociedade civil, esferas públicas, empresas da urgência da mudança.

Envolva a família e amigos neste propósito nobre e essencial, transmitindo o respeito e postura ativa na preservação do meio ambiente e a tornando nossa cidade inteligente.

Fontes:

https://wribrasil.org.br/pt/o-que-fazemos/florestas

https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-02/hoje-e-dia-semana-tem-dia-da-agua-das-florestas-e-hora-do-planeta

https://www.wwf.org.br/participe/horadoplaneta/